More

    Como sair do planejamento para ação?

    Já parou para pensar que diversas pessoas se sentem presas no processo de planejamento e nunca iniciam nada por não se sentirem preparadas para começar?

    O que faz alguém parar de planejar a sua independência financeira e realmente começar?

    As pessoas querem saber como começar a poupar e investir, como se livrar das dívidas ou querem saber como começar a fazer um orçamento.

    Essas são perguntas normais, na verdade, são os tipos de dúvidas que eu tinha quando comecei minha própria jornada rumo à liberdade financeira. Com tantas opções, por onde você começar e em quem confiar?

    Um ponto importante que aprendi é de não complicar demais as coisas. Parece um conselho simples demais certo? Mas a realidade é que para muitos pode ser de extrema dificuldade de execução.

    Mas vamos lá, estou aqui para te ajudar. Vamos falar sobre como sair deste ponto de inércia e partir para o movimento.

    Mais ação por favor!

    De modo geral, as coisas não são tão complicadas quanto eu (ou você) queremos que pareçam. A maioria dos problemas podem ser resolvidos com soluções simples. É como implementamos essas soluções que cria a complexidade.

    Vamos a um exemplo simples, estar em um peso saudável, é uma matemática simples de “calorias entrando menos calorias saindo”.

    Eu sei que há muito debate sobre esse assunto e que há complexidades adicionais sobre o que afeta o peso de uma pessoa, não sou especialista neste assunto. Mas, isso não muda os fundamentalmente que se você quer perder peso, precisa queimar mais calorias do que consome.

    Da mesma forma, todas as finanças pessoais se resumem a uma regra simples: para construir riqueza, você deve gastar menos do que ganha. Fim da história. Esta é a regra fundamental das finanças pessoais, e todos os livros, sites e programas de TV sobre dinheiro – todas as camadas adicionais de complexidade – são simplesmente coisas adicionais a esta regra.

    Quando vejo perguntas como:

    “Como faço para começar minha jornada rumo à independência financeira?”

    Meu pensamento vai nesta direção:

    1. Como faço para começar? Gastando menos do que ganha.
    2. Como sair das dívidas? Gaste menos do que ganha.
    3. Como juntar dinheiro para dar de entrada em um imóvel? Gaste menos do que ganha.

    Percebeu como tudo se resume a esta ideia?

    Qualquer movimento que aumente sua receita ou diminua seus gastos é um passo na direção certa.

    De certa forma, permitir que a complexidade percebida impeça você de fazer a coisa certa é uma sabotagem do seu cérebro em busca de uma otimização perfeita. Esta sabotagem é a crença de que pequenos ajustes no seu plano de ação irão fazer mais diferença do que realmente fazem.

    Otimizar pequenas coisas costuma ser uma maneira das pessoas sentirem que estão fazendo algo significativo quando, na verdade, estão evitando movimentos grandes e assustadores que podem realmente fazer a diferença.

    Quando as pessoas complicam as coisas no início, podemos perceber que elas estão simplesmente nervosas em fazer grandes mudanças. Em geral não gostamos de sair da nossa zona de conforto.

    E se estamos confortáveis ​​com nossas vidas no momento, mesmo que não estejam exatamente da forma que queríamos, tendemos a não fazer as coisas que sabemos que precisam ser feitas, procrastinamos nos concentrando em detalhes que não importam.

    Agora, pegue o exemplo de quem está sem dinheiro e sem perspectivas. Perceba que a história se repete em várias famílias, a pessoa vem adquirindo dívidas e pagando cada vez mais juros.

    Essa pessoa sabe o que precisa fazer para sair dessa situação – gastar menos do que ganha – mas ela acha muito mais fácil e cômodo permitir que detalhes a impeçam de fazer a coisa certa como:

    “Eu preciso de um celular novo, este aqui não faz download daquele aplicativo legal. Não consigo diminuir meu padrão de vida no momento é impossível viver sem o pacote mais caro de Tv a cabo. Controlar o dinheiro entrando e saindo é muito complicado. E se eu morrer o dinheiro fica todo aí, eu vou viver o agora. ”

    Todos esses detalhes são besteiras que distraem a pessoa do problema fundamental: preciso gastar menos do que eu ganho, e acredite se quiser eu não vou fazer isso.

    Lembre-se, para atingir nossos objetivos, devemos agir.

    Comece onde você está

    Pense nisso: a ação é a chave para se movimentar do ponto A para o ponto B. Em vez de encontrar a hora e o lugar perfeitos para começar, devemos começar de qualquer lugar.

    Esqueça a perfeição! Quando estamos falando de independência financeira estamos olhando para um horizonte de 30 a 40 anos, então ao iniciar uma longa jornada, um primeiro passo perfeito não é crítico.

    Se você tropeçar no início de uma corrida de 100 metros, é provável que perca a corrida. Mas se você tropeçar no início de uma maratona de 42 quilômetros, não faz diferença. Tudo o que importa é que você começou a correr.

    “Um plano imperfeito que você segue é melhor do que um plano perfeito que você não segue”.

    Um princípio básico que você deve lembrar é que o perfeito é inimigo do bom. Muitas pessoas nunca começam a colocar suas finanças em ordem porque não sabem qual é o “melhor” primeiro passo.

    Na maioria das vezes, “melhor” é irrelevante neste contexto. Não se preocupe em fazer as coisas exatamente da maneira certa – basta escolher uma boa opção e fazer algo para começar.

    Como começar?

    O primeiro passo é mudar o seu mindset para a tarefa que você deseja concluir. Pense da seguinte forma, o processo é mais importante que o resultado. De maneira geral, nós não podemos controlar os resultados, mas podemos controlar o esforço colocado no processo.

    Se você fizer o que é certo – isto é, fazer o necessário para concluir uma tarefa – e colocar o seu melhor, então você estará fazendo a sua parte.

    Fazendo o que é certo e dando o seu melhor, provavelmente irá conseguir os resultados que procura.

    Mas e se os resultados não forem os que você queria? Então você terá dados para analisar o resultado das suas ações e modificar o seu plano de forma mais efetiva.

    Você pode controlar seu esforço e ações, mas não pode controlar seus resultados.

    Então, você deve estar se perguntando, como eu começo e dou o próximo passo, do planejamento para a ação ?

    Fácil. Fazendo qualquer coisa que o leve em direção ao seu objetivo.

    Não torne as coisas mais complicadas do que precisam ser. Identifique os princípios fundamentais e busque-os. Principalmente no início, não se preocupe em fazer escolhas perfeitas ou em otimizar. Simplesmente comece. Tome uma atitude. Você pode otimizar mais tarde.

    Faça o que é certo. Faça o seu melhor. Deixe os resultados falarem por si só.

    Indicação de leitura: COMO SE LIVRAR DAS DÍVIDAS? SEM ENROLAÇÃO!

    Bruno Sardãohttps://jovenseempreendedores.com/author/brunosardao
    MBA, formado pela University of Manchester – Reino Unido, co-fundador do canal Educação Financeira Descomplicada, especialista em investimentos e educador financeiro.

    Leia Também

    Táxis tailandeses viram hortas após queda na demanda durante pandemia

    Plantações ajudam motoristas a alimentar famílias, mas não geram renda. Sem clientes, taxistas não conseguiram arcar com os custos dos carros. Taxistas da Tailândia montam hortas no teto dos...

    Quer ganhar em dólar fazendo home office? Startup dos EUA busca brasileiros

    Startup paga em dólarshutterstock Fundada por um brasileiro, a empresa procura pessoas para trabalharem de casa, em regime home office. Um dos grandes atrativos é o pagamento em dólar, moeda que...

    Pedidos de retorno do horário de verão serão analisados em audiência pública

    Pedidos de retorno do horário de verão serão analisados por audiência shutterstock O debate foi solicitado pelo presidente da comissão, deputado Bacelar (Pode-BA). Ele informa que, no fim de junho, empresários...

    PF se mobiliza para estar protegida na reforma administrativa; entenda

    Polícia FederalTânia Rêgo/Agência Brasil As alterações estão relacionadas à estruturação e organização da PF, assim como avançam a respeito do órgão na reforma da Previdência.Além disso, o texto prevê a estruturação de...

    Prevent Senior é notificada pelo Procon por testar “kit Covid” em pacientes

    Prevent Senior é notificadaDivulgação Em documentos, a CPI da Covid tomou conhecimento de que o plano de saúde ocultou mortes de pessoas que fizeram parte de um estudo para avaliar a eficácia de medicamentos como...

    4 investimentos de renda variável que prometem se destacar no mercado em 2022

    4 investimentos de renda variável que prometem se destacar no mercado em 2022Fernanda Capelli No Brasil, a coisa não é diferente. Depois de altos e baixos, além de uma crise política, os...

    Trevisan: Bancar Auxílio Brasil com alta no IOF pode causar instabilidade

    Em participação ao UOL News da noite de hoje, a colunista Maria Carolina Trevisan repercutiu a pesquisa feita pelo Datafolha e divulgada hoje em que mostra que o ex-presidente Luiz...

    Lambança tributária, IOF mostra que Bolsonaro topa tudo para manter poder

    decreto que aumenta alíquotas do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) até o fim do ano, publicado nesta quinta-feira (16), causou surpresa, descontentou a Faria Lima e adjacências, mas tem o...

    Chefe do FMI sob holofotes após relatório apontar manipulação de ranking do Banco Mundial

    Pool/Equipe/Getty ImagesKristalina Georgieva é diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional A diretoria executiva do FMI (Fundo Monetário Internacional) está revisando um relatório preparado pelo Banco Mundial que revelou que a diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, em seu cargo anterior no Banco Mundial, pressionou funcionários da...

    Comentários

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    CONTEÚDOS EXCLUSIVOS!

    *Inscreva-se e receba conteúdos exclusivos: artigos, notícias e podcast.

    Nossos canais

    FãsCurtir
    SeguidoresSeguir
    SeguidoresSeguir

    CONHEÇA NOSSO INSTA!

    Giro econômico

    Fique de olho